Início

“Conversão” de equipamentos de radiocomunicações “ilegais” em legais

O título pode parecer apenas sugestivo, mas o conteúdo irá decerto ao encontro de sonhos antigos dos nossos leitores.
Muitos detentores de equipamentos de radioamador que os usam em CB ou PMR 446, creem que não são capazes de fazer exame ou que não são capazes de obter aptidão para a categoria 3 ou até mesmo para a categoria 2 e 1, contudo, desde 2017 a APROSOC tem motivado e/ou apoiado diversos Associados e não Associados para a preparação para exame, sendo os resultados alcançados, a prova viva de que todos conseguem se se empenharem e se sentirem motivados e empenhados.
Foram mais de 3 dezenas desde 2017 os novos radioamadores que a APROSOC incentivou e/ou apoiou para que concretizassem esse sonho, muitas vezes antigo e, muitas outras Associações o fazem com sucesso. No caso da APROSOC temos a honra de poder afirmar que um então Associado realizou exame com aptidão aos 14 anos e outro com 81 anos.

Os detentores de um certificado de amador nacional não passam a estar legitimados para a pirataria nas radiocomunicações, mas passam a estar legitimados para o uso de equipamentos de rádio amador e rádio amador por satélite, nas frequências consignadas a esses serviços, deixando assim de estar na clandestinidade e passando assim a ser radioamadores com plenos direitos no usufruto desses equipamentos.

A APROSOC está apostada em apoiar e incentivar mais cidadãos em aderir ao radioamadorismo, sem nunca deixar de contribuir para o desenvolvimento das radiocomunicações cidadãs (isentas de licenças e taxas), é este o fundamento do Programa OÁSIS desta Associação que, tem ainda por objetivo, apoiar cidadãos completamente leigos em radiocomunicações e, dotá-los de competências de operação que lhes possibilitem inclusive operar em situações de emergência, com correção procedimental radiotelefónica, bem como com capacidade de gestão de stress.

Não temos um programa melhor, nem somos uma organização melhor ou maior que outras, somos uma organização com objetivos diferentes, complementares, convergentes e, raramente supletivos. Valorizamos as sinergias e as relações interpessoais, sendo valores intrínsecos da APROSOC a ética e a amizade.

Se tem a aspiração de ser radioamador, ou um sonho antigo de pelo menos ser utilizador de rádios da banda do cidadão ou walkie-talkies, não fique pela aspiração, atinja a concretização, contacte-nos e ajudamo-lo a encontrar uma solução. Queremos ajuda-lo a que os equipamentos que eventualmente possua sem habilitação legal (rádios, amplificadores de potência,…), passem a estar na sua posse com toda a legitimidade. Por outro lado, caso o equipamento não tenha caraterísticas legais, também o podemos ajudar com soluções técnicas.

Conte connosco para ir mais além na concretização dos seus sonhos nas radiocomunicações!