Plano de Treino de Comunidades Rádio Preparadas para Emergência 3-3-9 FM

QUAIS OS OBJETIVOS?

Criar em Portugal Comunidades Rádio Preparadas (CRP) para comunicar localmente via rádio, mesmo que não exista rede de  telemóvel, telefone fixo ou internet, sendo a preparação feita através de:

1. Incentivo à escuta do canal de emergência (9) na banda do cidadão (CB – citizens band) e do PMR446 face a cenários SHTF (shit hits the fan), de modo a se tornar uma potencial ajuda local efetiva em situações de emergência, reconhecendo as estações nas imediações que possam ser uteis em caso de necessidade.

2. Pratica dos procedimentos de radiocomunicações universalmente convencionados para serviços de emergência, tendo por base a brevidade na emissão contínua que não deverá exceder 3 minutos e, o intervalo tendencial de 3 segundos entre transmissões.

3. Reconhecer as características e limitações (tais como interferências locais nos canais designados) dos equipamentos, seu manuseamento, funções e alcance local.

4. Saber em que frequências ou canais e como pode pedir ajuda em situação de emergência.

TREINO SEMANAL
Domingos
Em que canal/frequência:

  1. 10H30 ~11H00 | CB canal 9 FM (chamadas e respostas curtas até 30 segundos) canal 19 FM (desenvolvimento de comunicações mais prolongadas);
    Paralelamente os colegas radioamadores participam na atividade de rádio amador simplex DMR em 433.450MHz TG9, CC1, TS2. .
  2. 11H00 ~11H30 | PMR446 canal 9-1 (CTCSS1 67.0Hz) ou DMR446 canal D1;
  3. 11H30 ~12H00 | VHF 145.3875MHz NFM / ou outra banda a acordar previamente.
    N.B.: Durante toda a atividade os membros da APROSOC têm à disposição a rede privativa como alternativa de apoio.

EM QUE SITUAÇÕES? 
Sem prejuízo de cada rádio operador o colocar em prática sempre que tenha oportunidade, é altamente recomendável que se coloque em prática na previsão ou ocorrência de desastres (cenários caóticos), por exemplo: sismos, tornados, grandes incêndios, ataque terrorista, sabotagem das redes de telecomunicações, emergências biológicas, radiológicas, químicas ou nucleares, cheias e inundações, entre outros, ou simplesmente durante a operação de busca de alguém desaparecido que possa estar munido de um walkie-talkie.

QUANDO: A CADA 3 HORAS
Recomenda-se que use sempre o horário local para comunicações na sua área geográfica com o Plano de Radiocomunicações 3-3-9, “à hora certa”, a cada 3 horas perante cenários SHTF:

  • Meio-dia, 15h, 18h, 21h.
  • Meia-noite, 3h, 6h, 9h.

CRÉDITOS 
O Plano 3-3-9 é inspirado no popular Plano 3-3-3 oriundo dos EUA, e adaptado para a realidade portuguesa.