Medidas de Autoproteção

Tsunami



Antes

Importa notar que o tsunami pode formar-se imediatamente após o sismo ou até cerca de uma hora mais tarde. Por vezes, o primeiro sinal visível da aproximação do tsunami é um anormal recuo do mar em relação à linha de costa, ao qual se segue a subida do nível do mar. Assim, atendendo a que o período disponível para a evacuação poderá ser reduzido (inferior a 20 minutos), deverá estar particularmente atento aos seguintes sinais naturais de aviso:

  • Sentir um sismo muito forte ou de longa duração;
  • Recuo súbito da água da linha de praia;
  • Ouvir um barulho forte vindo do mar.

O reconhecimento destes sinais poderá ser determinante para salvar a sua vida.

  • Conheça as zonas potencialmente afetadas por inundação em caso de eventual tsunami, consultando a carta de risco (caso não esteja disponível na sua câmara municipal e o seu concelho seja litoral deve solicitá-la na reunião da assembleia municipal).
  • Conheça os diferentes sinais de Aviso e o seu significado (caso não existam no seu concelho litoral deve reivindicá-los na reunião da assembleia municipal).
  • Conheça os percursos a seguir se necessitar de se dirigir a um local seguro - zonas altas onde possa refugiar-se e que estejam perto do local onde vive ou que frequenta (por exemplo, uma praia).
  • Ao sentir um abalo de terra, leve apenas os pertences importantes (telemóvel, walkie-talkie (PMR446, CB, Radioamador) , dinheiro, documentos pessoais…), afaste-se imediatamente a orla litoral e procure zonas elevadas (ex.: últimos andares de um edifício de betão armado).

Depois

  • Cumpra as indicações dadas pelas autoridades e não alimente boatos.
  • Acompanhe as instruções difundidas pelas autoridades através dos órgãos de comunicação social (tenha um smartphone com rádio FM ou um rádio miniatura a pilhas ou baterias sempre consigo) ou outros canais de aviso.
  • Afaste-se da linha de costa e dos estuários dos rios, enquanto vigorar o aviso das autoridades.
  • Não atravesse zonas inundadas.
  • Não ande descalço.
  • As embarcações que se encontrem a navegar deverão seguir as orientações das entidades competentes, evitando a aproximação à orla costeira e aos portos (os barcos estão mais seguros em águas profundas do que amarrados nos portos).

Inspirado na informação oficial do MAI e ANEPC.

Editado pela APROSOC


PRECIPITAÇÃO/VENTOS FORTES



  • Verifique a validade dos seguros da sua casa e viatura e certifique-se que têm cobertura para fenómenos da natureza;
  • Consolide telhados, portas e janelas;
  • Corte ou pode as árvores próximas, que apresentem risco de queda. No caso de árvores de grande porte ou que não sejam propriedade sua, informe os serviços da sua autarquia;
  • Mantenha limpos os sistemas de drenagem, bem como, os adjacentes à sua residência. Caso tenha conhecimento de uma situação que possa provocar danos, alerte as autoridades competentes;
  • Guarde os objetos soltos do jardim e o caixote do lixo ou outros que possam ser projetados pelo vento. Um objeto, mesmo que leve, projetado por vento forte pode causar grandes prejuízos materiais e acidentes pessoais graves;
  • Feche bem portas, portadas, janelas e persianas;
  • Mantenha a sua viatura com o tanque de combustível cheio, pois poderá ter que fazer, nas suas deslocações, percursos maiores por via de estradas interrompidas ou intransitáveis;
  • Abrigue os animais, particularmente os domésticos, pois são extremamente sensíveis a temporais;
  • Dentro de casa, escolha um local seguro, afastado de portas e janelas, procurando não potenciar o risco;
  • Se verificar que existem infiltrações, barulhos estranhos ou fendas nas paredes, contacte as autoridades. Pode ter de abandonar a sua residência;
  • Se precisar sair de casa, desligue a eletricidade, o gás e a água. Essa medida contribui para evitar acidentes nos seus bens e nas forças de segurança. Leve o seu Kit de emergência, poderá necessitar dele;
  • Se estiver fora de casa, procure abrigo, aguarde que o mau tempo passe;
  • Não circule sem necessidade. Pode atrapalhar a circulação das forças de segurança e colocar em risco a sua segurança, nomeadamente, cair em buracos ocultados por lençóis de água;
  • Em locais não pavimentados, redobre a sua atenção, pois as águas podem causar erosão dos solos, levando à queda de muros, taludes, postes, entre outros
  • Ligue o rádio FM (tenha um telemóvel ou smartphone com rádio, ou um rádio portátil), fique atento às recomendações difundidas e não contribua para a divulgação de boatos;
  • Mantenha o contacto com familiares e amigos através do seu rádio CB, PMR446 ou radioamador, caso tenha vizinhos utilizadores desses meios de radiocomunicação eles podem fazer a ponte entre si e os serviços de emergência em caso de falha das telecomunicações de acesso público;
  • Siga sempre as recomendações dos agentes das autoridades presentes, eles estão nos locais para o ajudar.

Texto original do Serviço Regional de Proteção Civil dos Açores.

Editado pela APROSOC


Erupções vulcânicas



Antes

  • Mantém em reserva e em condições de permanente utilização o seguinte material: 1 Rádio portátil e pilhas de reserva; Walkie-talkie (PMR446 / CB / Radioamador); 1 Lanterna e pilhas de reserva; Velas e fósforos ou isqueiro; Agasalhos, reserva de roupa e objetos; Artigos especiais e alimentação para bebés; Água e alimentos para um período de 48 a 72 horas; 1 Documento de identificação; 1 Lençol para chamar à atenção dos meios aéreos de evacuação; Medicação habitual e de SOS;
  • Elabora uma lista de objetos de valor que deves levar contigo em caso de evacuação;
  • Identifica os caminhos para rapidamente atingir local seguro (preferencialmente na costa), evitando o percurso através dos vales (sempre perigosos pela escorrência de lava);
  • Identificar os caminhos para se atingir um local elevado e bem visível para ser possível efetuar o salvamento através de helicópteros.

Durante

  • Mantém-te calmo e transmite serenidade aos outros;
  • Mantém-te informado através do rádio portátil e walkie-talkie;
  • Não prestes atenção a rumores e boatos alarmistas nem colabores na sua difusão;
  • Segue com exatidão as diretivas transmitidas pelas autoridades através dos órgãos de comunicação social e outras formas de divulgação;
  • Prepara-te para a eventual necessidade de evacuação;
  • Não visites os locais atingidos.

Texto da autoria do Serviço Regional de Proteção Civil dos Açores.

Editado pela APROSOC


Sismo



Antes

  • Aprende a desligar a água, o gás e a eletricidade.
  • Coloca os objetos mais pesados nas prateleiras mais baixas das estantes.
  • Não deixes objetos espalhados nos corredores e saídas.
  • Não coloques a cama junto de janelas.
  • Em casa tem sempre à mão rádio, walkie-talkie (PMR446/CB/Radioamador) e lanterna, com pilhas de reserva, e um kit de primeiros socorros.
  • Diz aos teus familiares para terem em casa: Um extintor; Os medicamentos mais necessários; Reservas de água e comida (enlatada e embalada).

Durante

  • Vai para um lugar seguro… RÁPIDO! Debaixo de uma mesa resistente ou outro móvel resistente caso o chão são seja frágil; Nos cantos das salas ou vãos de portas; Ajoelha-te; Cobre a cara e a cabeça com as mãos; Não utilizes elevadores e escadas.
  • Afasta-te de: Vidros; Janelas; Objetos que possam cair; Centro das salas.
  • Na rua vai para um local aberto.
  • Afasta-te de: Postes de eletricidade, telecomunicações ou placards; Árvores; Candeeiros; Edifícios e muros; Vai para o meio da rua.
  • Locais com muitas pessoas (ex.: cinema e centro comercial): Não corras para a saída. Todos têm tendência para correr, o que está errado porque podem magoar-se; Vai para um lugar seguro, rapidamente. Não saias de lá antes de o sismo terminar.

Logo após

  • Corta imediatamente o gás, eletricidade e água porque pode haver fugas.
  • Utiliza a lanterna a pilhas. Não acendas velas, fósforos ou isqueiros. Não ligues nem desligues interruptores.
  • Fica afastado de fios elétricos soltos e não toques nos objetos metálicos que estejam em contacto com eles.
  • Não andes descalço porque podes magoar-te.
  • A seguir ao primeiro abalo sísmico pode haver outros abalos de menor intensidade (réplicas).
  • Fica atento à queda de objetos, protege a cabeça e a cara. Usa um casaco, manta ou capacete.
  • Afasta-te da praia ou do mar. Pode haver uma onda gigante (tsunami ou maremoto).
  • Nunca uses elevadores, sai pelas escadas.
  • Cumpre as recomendações transmitidas pela rádio (garante que tens um telemóvel com rádio FM ou um rádio FM de pequenas dimensões e pilhas de reserva).
  • Contar até 50 em voz alta pode ajudar-te a ficar calmo.

Texto original do Serviço Regional de Proteção Civil dos Açores.

Editado pela APROSOC
Ajude a APROSOC a ajudar, faça o seu donativo através do IBAN PT50 0010 0000 53455660001 98
APROSOC - 2021 | Associação de Emergência, Proteção Civil e Radiocomunicações Cidadãs