Categoria em SOLIDARIEDADE SOCIAL

SOLIDARIEDADE SOCIAL, A VERTENTE MENOS VISÍVEL DA APROSOC

Estimados Associados e Amigos

A ação de apoio social da APROSOC foi intensificada em consequência da pandemia e, embora aparentemente tudo tenha voltado à normalidade, no mundo real são cada vez mais as pessoas e as famílias a necessitar de auxílio de ordem diversa.
Durante a pandemia o tipo de apoio prestado pela APROSOC foi de ordem diversa, tal como a voz amiga, a entrega pontual de bens essenciais a pessoas deles a necessitar, o estabelecimento de comunicações, a geração de laços de amizade para quebrar o isolamento social, entre outras. Contudo, os apelos amontoam-se e não lhes podemos ficar indiferentes em especial quando nos chegam por parte de organizações de solidariedade social geograficamente próximas e, é neste contexto que hoje nos dirigimos aos nossos Associados e Amigos. Temos um apelo de uma organização vizinha que apoia atualmente mais de 500 famílias e que envia bens para famílias carenciadas até para fora do concelho de Oeiras, para auxiliarmos na preparação e distribuição de cabazes de bens essenciais a pessoas e famílias carenciadas e, gostaríamos de ajudar esta organização legalmente constituída e reconhecida, que tem um armazém de grande área atulhado de produtos para fazer chegar às pessoas e famílias que deles necessitam para sobreviver com o mínimo de dignidade. Neste contexto, gostaríamos de organizar uma equipa de voluntários para, pelo menos uma vez por semana (dias de semana ou fim de semana em dia fixo) ao fim da tarde, prepararmos e distribuirmos esses bens essenciais.

Não pedimos a quem nos pretenda ajudar que se associe ou que pague Jóia e quotas, apenas que se registe como voluntário de ação social para podermos cumprir a nossa obrigação de inclusão no seguro de voluntariado e demais obrigações legais conforme estipulado na Lei 71/98. Esta não é uma ação para angariar receitas para a APROSOC, mas sim uma ação para a APROSOC ajudar quem mais precisa a troco de nada, embora saibamos que recebemos sempre algo muito reconfortante, por vezes “sorrisos”, por vezes “obrigados”, por vezes “histórias de vida impressionantes ou mesmo fascinantes”, bem como o quão aprazível nos é a salutar camaradagem do trabalho solidário e, do combate ao sedentarismo e isolamento social.

Para se registar como voluntário e desencadear o processo de entrevista de integração, pode se assim o desejar, preencher o seguinte formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc1VMUeyv1nMTIMr3ysmGRKmy4ZNKO6uBpK6P5LIsC_Us7BJg/viewform

Ajude-nos a proteger os mais vulneráveis