Estimados Associados…

As telecomunicações de acesso público são frequentemente alvo de ataques, alguns dos quais provenientes de países com quem não temos as melhores relações. Importa por isso dotar as famílias de capacidade de comunicação alternativa, sem qualquer dependência de qualquer operador de telecomunicações móveis terrestres ou via satélite.

Recomendamos que cada membro da família tenha pelo menos um bom walkie-talkie PMR446, e que em casa automóvel exista um rádio CB com antena magnética, que combinem o canal de encontro e exercitem o uso desses equipamentos. É também por isso e para isso que instituímos o domingo de manhã para exercitar as radiocomunicações cidadãs, não somente para exercitar os procedimentos radiotelefónicos, mas para que cada um domine o manuseamento e funções de cada um dos seus equipamentos, porque não é adequado descobrir como funciona em caso de emergência.

Para além do exercício nacional de radiocomunicações aos domingos originado pela APROSOC, no concelho de Oeiras exercitamos também durante a semana, por exemplo no trajeto entre a residência e o local de trabalho, para que cada um reconheça os alcances possíveis e não conte com mais do que aquilo que pode contar, mas conte com tudo aquilo que pode contribuir para a segurança e bem-estar, seu e da sua família.

Ainda que não existisse uma guerra na Europa, tanto o risco de ataque informático, como um acidente sideral ou mesmo um sismo podem deixar zonas, regiões, o país ou mesmo o planeta sem telecomunicações de acesso público, nessa altura, você saberá que as radiocomunicações cidadãs ou amadoras são importantes, se estiver preparado para as usar.

Se cada cidadão tem o dever de estar preparado, cada Associado da APROSOC tem o dever moral acrescido de preparar os seus familiares para o pior vivendo a cada dia que passa o melhor que a vida tem para lhe oferecer.

Obrigado pela sua atenção,